Professora da UCPel explica diferença entre EAD e atividade remota


918  29 de abril de 2020

Um dos principais equívocos sobre educação em tempos de pandemia do novo coronavírus (Covid-19) refere-se aos modelos de ensino que envolvem a tecnologia. Muitas instituições, inclusive a Universidade Católica de Pelotas (UCPel), optaram por manter o calendário letivo dos cursos presenciais através de atividades remotas, conforme excepcional liberação do Ministério da Educação (MEC). Tal processo não configura como Ensino a Distância (EAD).

A diferença entre ambos é apresentada em vídeo gravado pela coordenadora do curso de Filosofia da UCPel, a professora Adriane Möbbs. O material divulgado no canal do YouTube de sua empresa pessoal, BeMaker Indústria Criativa, oferece ainda uma reflexão sobre as transformações e o futuro da educação. 

Em termos reducionistas, aulas remotas são os momentos em que professor e alunos estão reunidos on-line no mesmo horário, em tempo real, podendo interagir e aprender juntos. Há uma diferença de espaço (local), mas não de tempo. Adotar essa proposta não caracteriza que o curso seja a distância.

Desta maneira, as aulas remotas configuram como uma atividade que pode ser integrada tanto aos cursos presenciais quanto à metodologia EAD, sendo esta mais abrangente, com um completo desenho didático formado por conteúdo pedagógico (textos, vídeos, exercícios, etc) que podem ser acessos em qualquer espaço e tempo.

 

Para estar preparado

Além da diferença entre remoto e EAD, a BeMaker oferece um material complementar sobre erros comuns na educação on-line durante o isolamento social da Covid-19, seja por parte dos docentes, da família ou da família. Também dispõe de orientações para professores da Educação Básica transformarem suas aulas para o formato digital.

 

Redação: Max Cirne

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*